A última terça-feira, 28/06/2016, foi um dia triste para a National Football league, por causa das mortes de Zurlon Tipton, ex-running back do Indianapolis Colts e, principalmente, de Buddy Ryan, o responsável por uma das maiores defesas da história da NFL.

Brian Taylor, do St. John Hospital, confirmou a morte de Tipton. O jogador morreu após um disparo acidental de uma arma de fogo em uma loja de carros em Detroit, com 26 anos. Segundo a polícia, ele estava mexendo em uma mochila quando a arma, que estava em seu interior, disparou.

O jogador fez 16 jogos pelos Colts, alcançando 38 jardas em 15 tentativas. Porém, havia sido dispensado em dezembro de 2015. Pelo College Football, atuou pela Central Michigan. Sua melhor temporada foi em 2002, quando teve 1500 jardas corridas e 19 touchdowns.

Embed from Getty Images

Zurlon Tipton, ex-running back do Indianapolis Colts.

Mas a morte mais sentida pela comunidade da NFL foi a de Buddy Ryan. De acordo com seu agente, James Solano, Ryan faleceu devido a um câncer, aos 85 anos.

Ryan foi o criador da defesa 46 que levou o Chicago Bears a uma vitória dominante no Super Bowl XX. Além de inovar no blitz (jogada de defesa, onde os jogadores da linha ofensiva vão em direção ao quarterback), quando era treinador do New York Jets. O “Cheeseburger Blitz” e o “Taco Bell Blitz” ajudaram os Jets a conquistarem seu único Super Bowl, em 1969.

Embed from Getty Images

Buddy Ryan, ex-coordenador defensivo e campeão do Super Bowl XX com o  Chicago Bears .

Ainda trabalhou no Minnesota Vikings, com o “Purple People Eaters”, ou “comedores de pessoas em roxo”, apelido que a linha defensiva dos Vikings ganhou pela sua eficiência e cor do uniforme.

O ex-coordenador defensivo também teve passagens por Philadelphia Eagles, Houston Oilers e Arizona Cardinals.

Ryan, que era pai dos gêmeos Rex Ryan, treinador do Buffalo Bills, e Rob Ryan, ex-coordenador defensivo do New Orleans Saints e agora assistente técnico de seu irmão nos Bills.

Os gêmeos Rex (treinador do Buffalo Bills) e Rob (assistente técnico de Rex nos Bills) Ryan, filhos de Buddy Ryan.

O ex-treinador dos Bears de 1985, Mike Ditka, disse sobre Ryan:

“Buddy era parte integral dos Bears e 1985 foi inacreditável. Não haveria chances de ganhar nada sem sua defesa, seu estilo de jogo e acredito que todos pensam assim. Vencemos por causa da nossa defesa, não podemos nos esquecer disso.”

Uma prova do sucesso desse Bears de 1985 são os números defensivos. Durante a campanha do Super Bowl, o time permitiu uma média de apenas 12.4 pontos por jogo, além de sacar o quarterback adversário por 64 vezes, durante a temporada regular. No Super Bowl, os Bears venceram o New England Patriots por 46 a 10, fazendo que seu quarterback fosse derrubado 4 vezes.

Veja reação dos times da NFL:

 

Anúncios