Parece que a sina com as lesões de Tony Romo, quarterback do Dallas Cowboys, continua. Depois de machucar um dedo da mão direita em 2008 (perdeu 2 jogos), machucar o ombro em 2010 (10 jogos), duas lesões seguidas nas costas, uma em 2013 e outra em 2014, e de fraturar a clavícula na temporada passada, Romo poderá perder metade da temporada com um osso quebrado nas costas.

Embed from Getty Images

Tony Romo, quarterback do Dallas Cowboys, deve perder metade da temporada com lesão nas costas.

A notícia foi confirmada pelo treinador dos Cowboys, Jason Garett, que informou que a lesão foi detectada após um exame de ressonância magnética. Apesar da primeira previsão, Garrett não quer garantir o retorno de seu quarterback, esperando o dia-a-dia para definir quando será seu retorno.

Em entrevista, Garrett comentou sobre a lesão de Romo:

“Estamos confiantes que ele voltará e poderá jogar futebol ainda este ano.”

Embed from Getty Images

Jason Garrett, treinador do Dallas Cowboys.

A lesão de Romo aconteceu após três jogadas, em jogo da pré-temporada da NFL contra o Seattle Seahawks. No lance, o quarterback acabou sendo atingido pelo defensive end Cliff Avril dos Seahawks.

Essa lesão levanta dúvidas sobre a situação de Romo na NFL. O jogador, de 36 anos, vem sofrendo com muitas lesões nas temporadas passadas, perdendo muitos jogos. Em 2015, duas lesões tiraram Romo de muitos jogos. Na semana 2, ele teve uma lesão na clavícula. Retornou na semana 10, mas na semana 12, sofreu nova lesão na mesma clavícula, que o tirou do restante da temporada.

Com a lesão do quarterback titular, os Cowboys devem utilizar o calouro Dak Prescott, que tem jogado bem na pré-temporada. Porém é cedo para avaliar se o jogador se sairá bem ao longo da temporada regular.

Anúncios