Em mais um color rush no Thursday Night Football, Minnesota Vikings recebeu o melhor time da temporada 2016 da NFL, Dallas Cowboys, em jogo que as defesas sobressaíram no primeiro tempo.

Além de ser decisiva para os Cowboys no último quarto, a defesa segurou o ataque dos Vikings, impedindo touchdowns até os últimos segundos do jogo. Apesar do touchdown no fim do jogo, a defesa novamente apareceu, impedindo a conversão de 2 pontos.

Estatísticas

Os Vikings dominaram as estatísticas do jogo, com maior número de first downs (21 contra 13), maior posse de bola (33m27s) e maior conquista de jardas (318 contra 264). Porém, os Cowboys foram mais eficientes na end zone, conseguindo 2 touchdowns em 2 vezes (100%) na red zone, contra 1 touchdown em 3 vezes dos Vikings.

Apesar de os calouros dos Cowboys não terem o mesmo brilho de jogos anteriores, Dak Prescott e Ezekiel Elliott conseguiram produzir o suficiente para a vitória. O lado ruim é o fim da marca de 130 jogos seguidos com pelo menos uma recepção de Jason Witten.

Nos Vikings, apesar de procurar passes curtos, Sam Bradford saiu com bom números de jardas (247), além de Adam Thielen, apesar do fumble que gerou um touchdown dos Cowboys em retorno de punt, teve bom número de jardas em recepção.

Tudo pelo Futebol Americano - NFL - 01/12/2016 - Semana 13 - Thursday Night Football - Estatísticas - Vikings 15 x Cowboys 17

Jogo

O primeiro tempo foi das defesas. Ninguém dominou, tanto que a combinação dos calouros dos Cowboys pouco produziram. Tanto que Elliott correu apenas 39 jardas e Prescott acertou 7 de 10 passes, entre eles, um passe de 56 jardas para Bryant.

A primeira pontuação veio na segunda posse dos Vikings no primeiro quarto. A campanha começou na linha de 37 jardas do campo de defesa e durou 3m17s. Depois de alcançar a linha de 21 jardas do campo de ataque, uma falta (holding) do ataque, fez o time perder 10 jardas. Isso resultou em uma grande perda, já que antes da falta era uma 3a para 1. Forbath entrou em campo e acertou o chute de 48 jardas (3-0).

A resposta dos Cowboys só veio no segundo quarto, começando da linha de 16 jardas do próprio campo. Os avanços foram curtos até Prescott acertar o passe de 56 jardas para Bryant, que parou na linha de 1 jarda. No primeiro snap após esse avanço, Elliott entrou na end zone para seu 12º touchdown na temporada. Virada dos Cowboys (3-7), em campanha que durou 5m12s.

Embed from Getty Images

Ezekiell Elliott (RB #21) mergulhando na end zone para fazer o primeiro touchdown do Dallas Cowboys no jogo.

Veio o terceiro quarto e os Vikings conseguiram seu segundo field goal. Novamente, em sua segunda campanha do quarto. Dessa vez, Bradford liderou o time até a linha de 18 jardas, repetindo seu repertório de passes curtos na temporada, somados às corridas de Asiata. No fim da campanha, Forbath acertou um chute de 36 jardas (6-7). Boa campanha de 10 jogadas em 4m52s.

O ataque dos Cowboys não conseguiu produzir nada em sua campanha seguinte e os Vikings ainda forçaram um fumble de Prescott, após um sack de Brian Robison (DE #96). A bola viva foi recuperada por Everson Griffen (DE #97) na linha 19 jardas do campo de Dallas. Apesar de ter a posse de bola nessa posição boa de campo, os Vikings não conseguiram chegar à end zone. Resultado, terceiro field goal de Forbath, em chute de 33 jardas. Virada de Minnesota (9-7) no início do último quarto.

Mais uma campanha sem pontuação dos Cowboys. Porém, após o punt, Thielen sofreu um fumble durante tentativa de retorno, forçado por Kyle Wilber (OLB #51), resultando em recuperação da posse de bola para Dallas na linha de 8 jardas do campo de ataque. No primeiro snap, Prescott faz um passe screen para Bryant, que corre para end zone (9-14). Mais uma troca de de liderança no placar.

Embed from Getty Images

Dez Bryant (WR #88) correndo para end zone, após receber passe curto de Dak Prescott (QB#4). 

Ao recuperar a posse de bola, o ataque dos Vikings voltou para o campo. Apesar de conseguirem avançar, o time foi para o punt. Um chute ruim, que deixou os Cowboys em boa posição de campo, na linha de 46 jardas do campo de defesa. Enfim, Elliott conseguiu produzir corridas boas, conseguindo 30 jardas logo no primeiro snap. Apesar do avanço, Bailey entrou para conseguir um field goal de 39 jardas (9-17).

Sam Bradford ainda conseguiu liderar uma excelente campanha para o touchdown, com pouco mais de 2m no relógio. Apesar dos Vikings anotarem o touchdown de 3 jardas com McKinnon, a conversão de dois pontos não foi boa e o jogo terminou com vitória dos Cowboys (15-17). A tentativa foi polêmica, pois Bradford havia sofrido uma falta de facemask que daria mais uma chance a Minnesota, mas não foi visto pela arbitragem.


A derrota deixa os Vikings um pouco mais longe do título da divisão, já que o time perdeu os dois jogos para o Detroit Lions, líder da NFC North. Resta agora, brigar para tentar a vaga via wild card ou secar os Lions nas próximas rodadas.

Enquanto isso, os Cowboys chegam à sua décima primeira vitória seguida em temporada regular, ampliando o recorde de vitórias seguidas em uma única temporada da franquia.

Na semana 14, ambos os times jogam fora de casa. Minnesota terá uma tarefa considerada mais fácil, já que enfrentará o Jacksonville Jaguars. Já Dallas, terá um jogo difícil contra o New York Giants (único time a vencer os Cowboys na temporada), rival de NFC East, no MetLife Stadium.

Anúncios