Apesar de ser sábado, o jogo foi uma versão especial do Thursday Night Football. Apesar de um equilíbrio no primeiro tempo, o placar terminou com boa vantagem do Miami Dolphins sobre o New York Jets (34 a 13).

Bom jogo entre os rivais de AFC East, que mantém os Dolphins na briga pela divisão. Os Jets já entraram em campo sem chances de playoff.

Estatísticas

O domínio no placar mostra que as estatísticas foram a favor de Miami, que teve quase 5 minutos a mais de posse (32m32s contra 27m28s). Em termos de first downs, 20 contra 13 a favor dos visitantes e em jardas, superioridade de 57 jardas. No final 360 jardas (116 corridas e 244 em passe) contra 303 jardas (67 corridas e 236 em passe).

Os Jets tiveram uma apresentação fraca, com um Bryce Petty com duas interceptações. O quarterback ainda sofreu uma lesão forte, abandonando o jogo após um contato forte de Cameron Wake (DE #91) e Ndamukong Suh (DT #93). Mesmo assim, Bilal Powell ainda teve uma boa apresentação, correndo n jardas e recependo n jardas.

Do lado dos Dolphins, além do bom jogo de Matt Moore (4 touchdowns), Dion Sims (TE #80) e Jarvis Landry, a defesa se destacou com Wake (conseguiu sua primeira interceptação na carreira), Suh e Walt Aikens (FS #35), que bloqueou um punt, recuperou a bola e conseguiu o touchdown.

Tudo pelo Futebol Americano - NFL - 17/12/2016 - Semana 15 - Thursday Night Football - Sábado - Estatísticas - Jets 13 x Dolphins 34.png

Jogo

Já em sua primeira campanha, os Jets conseguiram anotar um touchdown. Uma campanha de 3m26s com 7 jogadas. Destaque para duas jogadas. Primeiro, Petty acerta passe de 22 jardas para Powell e, cinco snaps depois, Petty acertou um lindo passe para o calouro Anderson, que correu tranquilo para end zone (7-0), em um touchdown de 40 jardas.

Robby Anderson (WR #11) correndo para end zone, após excelente passe de Bryce Petty (QB #9).

Os Dolphins entraram em campo, conseguiram o first down, mas acabaram devolvendo a bola para New York. Nova campanha dos Jets, que avançou bem, com boas chances de pontuação, mas Suh recuperou o fumble de Petty na linha de 25 jardas do campo de ataque dos Jets. O fumble foi forçado após o sack de Wake.

Apesar da recuperação da posse de bola, os Dolphins não conseguiram pontuar. Somente após um three and out dos Jets, Miami conseguiu uma campanha positiva. A campanha começou no fim do primeiro quarto e terminou com um touchdown após 6 jogadas em 4m23s. A campanha teve bons avanços, com passes de 17 jardas para DeVante Parker (WR #11) e 19 jardas para MarQueis Gray (TE  #48), com avanço até a linha de 1 jarda.

Depois de três tentativas com corridas, Moore acertou um passe para Sims no canto direito da end zone. A arbitragem deu passe incompleto, mas Adam Gase (head coach) desafiou e ganhou. Dolphins 7 a 6, porque Franks errou o extra point.

Recepção de Dion Sims (TE #80) para touchdown, que precisou de desafio do head coach, Adam Chase, para que a arbitragem revertesse a chamada de passe incompleto.

Na campanha seguinte, os Jets começaram bem. Petty acertou um excelente passe de 27 jardas para Quincy Enunwa (WR #81), avançando até a linha de 27 do campo de ataque. Mas depois de um passe incompleto, Petty foi interceptado por Wake (segundo destaque positivo do defensor), retornando 12 jardas. Porém, mais uma posse sem pontuação.

Mais uma vez bola dos Jets, em campanha que acabou com um desafio para cada lado. Gase desafiou uma posição de campo, conquistada por Powell, que daria o first down para os Jets. Desafio ganho! Quarta descida para os Jets, que tentaram correr a jarda restante com Powell, sem sucesso. Dessa vez, Todd Bowles desafiou, mas não obteve sucesso.

Nova campanha dos Dolphins, que terminou com mais um touchdown, em campanha rápida 1m51s. Após duas tentativas e uma falta de false start, que resultou em uma 3a para 9, Moore arriscou passe longo para Stills, que fez ajustou sua rota, pegou a bola e correu para touchdown de 52 jardas. Virada dos Dolphins (7-13).

Kenny Stills (WR #10) correndo para a end zone, em touchdown de 52 jardas, após passe de Matt Moore (QB #8).

O primeiro tempo ainda terminou com um field goal dos Jets, em campanha rápida, com 11 jogadas em 1m40s. A campanha teve três jogadas de passe para mais de 10 jardas, mas New York não conseguiu ultrapassar a linha de 30 jardas do ataque. Folk acertou tentativa de 48 jardas (10-13).

O terceiro quarto começou mal para os Dolphins, um fumble de Ajayi no primeiro snap, recuperado por Gray, um companheiro de time, e a interceptação de Moore, feita por Juston Burris (CB #32). Porém, após isso, Miami conseguiu três touchdowns seguidos.

Primeiro, após forçar um three and out dos Jets, Aikens conseguiu bloquear o punt de Lac Edwards (P #4), recuperou a bola, e correu para end zone (10-20).

Na sequência, mais uma interceptação de Petty, na primeira jogada da nova campanha. Resultado, outra campanha rápida dos Dolphins (5 jogadas em 2m32s), que terminou com mais um touchdown. Destaque para o passe para Sims, que ganhou 28 jardas na jogada e quase entrou na end zone (linha de 1 jarda). Depois de falhar por duas vezes em tentativas de corrida, Moore acertou passe para Sims dentro da end zone (10-27), seu segundo touchdown no jogo.

Ainda no terceiro quarto, os Dolphins forçaram mais um three and out dos Jets. E, no primeiro snap, Moore acertou passe curto para Landry, que correu para um touchdown de 66 jardas. Maior distância em passe para touchdown do quarterback e do wide receiver.

Embed from Getty Images

Jarvis Landry (WR #14) entrando na end zone para anotar um touchdown de 66 jardas, após passe curto de Matt Moore (QB # 8).

Os Jets ainda tiveram duas chances para tentar reduzir o placar no último quarto. Primeiro uma 4a para 2 na linha de 5 jardas do campo de ataque, que acabou com um passe incompleto de Ryan Fitzpatrick (QB #14), que entrou no jogo para substituir Petty. O quarterback sofreu uma lesão durante contato com Suh e Wake, em tentativa de sack. Turnover em downs dos Jets.

Na segunda oportunidade, mais uma vez na red zone dos Dolphins, os Jets chegaram até a linha de 18 jardas do campo de ataque. Depois de uma 3a para 8 jardas, Fitzpatrick tentou correr, mas só conseguiu avançar 7 jardas, até a linha de 1 do campo de ataque. Porém, o time preferiu converter um field goal. Folk acertou um chute curto de 18 jardas (13-34).

O jogo foi tão dramático para os torcedores dos Jets, que Fitzpatrick ainda conseguiu ser interceptado na última jogada por Tony Lippett (CB #36), que por estar dentro de sua end zone, terminou em touchback e vitória dos Dolphins.


Conforme citado antes, a vitória ainda deixa os Dolphins vivos na briga da AFC East. Porém, uma vitória no domingo, garante a divisão para o New England Patriots. Enquanto isso, Miami recupera a segunda vaga de wild card do Denver Broncos, rival dos Patriots no domingo. Resta saber quem os torcedores dos Dolphins irão apoiar.

Na semana 16, os Dolphins enfrentam o Buffalo Bills fora de casa, outro rival de divisão, enquanto os Jets enfrentam os Patriots no Gillette Stadium.

Anúncios