Os playoffs da NFL começaram neste sábado, 07/01/2017, com dois jogos de Wild Card. O primeiro jogo do dia terminou com vitória do Houston Texans sobre o Oakland Raiders por 27 a 14, em jogo válido pela AFC.

Na NFC, Seattle Seahawks recebeu o Detroit Lions e também usou o mando de campo a seu favor. Apesar da boa vantagem no placar, o jogo só foi decidido no último quarto, quando os Seahawks conseguiram um field goal e dois touchdowns.

Houston Texans 27 x Oakland Raiders 14

A ausência de Derek Carr foi muito sentida pelos Raiders, que viram os Texans abrirem uma excelente vantagem no primeiro tempo (20-7). Enquanto Connor Cook, que enfrentava seu primeiro jogo como titular na carreira, resultando em 1 passe para touchdown e 3 interceptações, Brock Osweiler conseguiu vencer o jogo com poucas jardas, 1 passe para touchdown e 1 touchdown terrestre.

O jogo teve pouco destaque ofensivo, terminando com 19 first downs para o time da casa contra 16 do time visitante. Além disso, os Texans produziram 291 jardas (123 em corridas e 168 em passes) contra 203 jardas dos Raiders (64 em corrida e 139 em passe). Os Texans também levaram vantagem na posse de bola, 33m29s contra 26m31s.

Tudo pelo Futebol Americano - NFL - 07/01/2017 - NFL - Playoffs - Wild Card - Estatísticas - Texans 27 x Raiders 14

Jogo

Os Texans começaram melhor o jogo, abrindo 10 a 0, com um field goal e um touchdown em duas campanhas seguidas. Depois de Novak acertar um field goal de 50 jardas (3-0), Jadeveon Clowney (DE #90) interceptou Cook na linha de 12 jardas. Por causa de uma falta de 5 jardas (unnecessary roughness) na linha de 9, os Texans começaram na linha de 4. Uma jogada e Miller correu para a end zone (10-0).

Lamar Miller (RB #26) entrando na end zone para um touchdown de 4 jardas.

No fim do primeiro quarto, os Raiders conseguiram encostar no placar, em uma campanha rápida (1m55s), em campanha começada já no campo de ataque (linha de 38). Em cinco jogadas, Murray correu duas jardas para a end zone (10-7).

No segundo quarto, os Texans repetiram a dose do primeiro quarto. Mais 10 pontos! Novak entrou para acertar um field goal de 38 jardas (3-7). O touchdown veio no fim do primeiro tempo, dentro do 2-min warning. Mais uma campanha rápida (4 jogadas em 1m05s), que teve um passe de 38 jardas de Osweiler para Hopkins. Depois de uma corrida de 1 jarda, Osweiler acertou outro passe para Hopkins, em touchdown de 2 jardas (20-7).

Depois de um terceiro tempo sem pontuação, os Texans pontuaram no início do último quarto. Mais uma campanha rápida (7 jogadas e 2m49s), que terminaram com um touchdown terrestre de Osweiler, que correu 1 jarda para a end zone (27-7).

Brock Osweiler (QB) correndo para a end zone, em touchdown de 1 jarda.

Os Raiders ainda responderam com um touchdown. Uma campanha longa, com 11 jogadas (4m18s) que terminou com um passe de 8 jardas de Cook, para o touchdown de Holmes (27-14).

Logo após a pontuação, os Raiders tiveram duas chances para tentar encostar no placar. Mas em ambas as posses de bola, Cook acabou interceptado. Primeiro, Corey Moore (SS #43) atrapalhou a tentativa de passe para Amari Cooper (WR #89). Na segunda tentativa, foi a vez de A.J. Bouye (CB #21) interceptar Cook, que tentava Holmes.

Fim de jogo em NRG Stadium, vitória dos Texans, que ainda sonham jogar o Super Bowl LI em casa.

O futuro dos Texans nos playoffs dependerá do jogo entre Pittsburgh Steelers e Miami Dolphins no próximo domingo, 08/01/2017. Vitória dos Steelers, faz o Texans enfrentar o New England Patriots. Caso os Dolphins vençam, Houston enfrentará o Kansas City Chiefs.

Melhores Momentos


Seattle Seahawks 26 x Detroit Lions 6

Apesar da boa vantagem no placar, os Seahawks só conseguiram abrir mais de duas posses de vantagem no último quarto. O principal destaque do jogo foi Thomas Rawls, running backs dos Seahawks, que correu 161 jardas, além de um touchdown. O desempenho de Rawls fez a torcida lembrar os bons tempos de Marshawn Lynch e seu “beast mode”. Russell Wilson também foi bem, com uma boa precisão e dois passes para touchdown.

Além de Rawls e Wilson, Doug Baldwin e Paul Richardson foram muito bem, com recepções decisivas. Baldwin conseguiu uma recepção inusitada, ficando com a bola em sua nádega, que permitiu uma sobrevida à campanha que terminou com seu touchdown.

Richardson teve momentos de Odell Beckahm Jr (WR – New York Giants) com duas recepções fantásticas, usando apenas uma das mãos. Uma delas resultou em um touchdown.

Por outro lado, Matthew Stafford não conseguiu o mesmo desempenho alcançado na temporada regular e o único a pontuar pelos Lions foi o kicker Matt Prater. Marvin Jones ainda se destacou com 81 jardas recebidas, junto com Zach Zenner, que correu 34 jardas e recebeu 81.

No fim, domínio total dos Seahawks, que tiveram 24 first downs contra 13 dos Lions, além de vantagem em jardas, 387 (177 em corridas e 210 em passe) contra 231 (49 em corridas e 182 em passe), e grande vantagem na posse de bola (36m39s contra 23m21s).

2017-01-07-nfl-playoffs-wild-card-estatisticas-seahawks-26-x-lions-06

Jogo

Depois de um primeiro quarto em branco, os Seahawks abriram o placar em sua primeira campanha no segundo quarto, após um turnover em downs dos Lions. Uma campanha longa, com 14 jogadas em 7m45s, que teve Rawls como destaque (49 jardas em 8 tentativas de corrida). No fim, passe de 2 jardas de Wilson para Richardson, que fez uma bela recepção, utilizando uma das mãos para puxar e segurar a bola junto ao corpo.

Embed from Getty Images

Paul Richardson (WR #10) fazendo recepção com uma das mãos na end zone.

Na posse seguinte, depois de forçar um three and out dos Lions, Hauschka acertou um field goal de 43 jardas (10-0), com apenas 2 minutos no relógio. Na sequência, Stafford teve tempo para posicionar Prater para chute de 51 jardas e diminuir o placar (10-3).

Os Lions até começaram o terceiro quarto pontuando, com mais um field goal de Prater, dessa vez, em chute mais longo, de 53 jardas (10-6). Porém, no último quarto, os Seahawks deram um show e pontuaram por mais três vezes.

Primeiro, foi a vez de Hauschka acertar um field goal de 27 jardas (13-6). Após forçar um three and out dos Lions, mais uma campanha com pontuação. Agora, Wilson acertou vários passes, destaque para o passe de 42 jardas para Baldwin. Depois de avançar até a linha de 4 jardas, os Seahawks decidiram correr e Rawls anotou seu touchdown, correndo livre pelo meio. Apesar de ter acertado dois field goals no jogo, Hauschka errou o extra point (19-6).

Embed from Getty Images

Thomas Rawls (RB #34) correndo livre para um touchdown de 4 jardas.

Mais uma campanha dos Lions, mais uma excelente atuação da defesa de Seattle, que recuperou a bola e avançou para mais um touchdown, em sua segunda posse de bola seguida. A campanha teve duas recepções de destaque, a segunda recepção com uma das mãos de Richardson e a recepção inusitada de Baldwin, que garantiu um first down.

No fim da campanha, Baldwin e Jermaine Kearse (WR #15) fizeram rotas parecidas (erro de um dos recebedores). Wilson tentou o passe na direção de Kearse, mas Baldwin se antecipou, agarrou a bola e garantiu o touchdown. É possível ver a reação de Pete Carroll, que ameaça uma reclamação sobre o erro, mas muda rápido de humor após o touchdown (26-6).

Com a vitória, os Seahawks enfrentarão o Atlanta Falcons no jogo divisional, por ter a melhor campanha entre os times que disputam o Wild Card da NFC.

Melhores Momentos

 

Anúncios