Um jogo inesperado! Uma vitória maiúscula!. Essas podem ser definições sobre a excelente vitória do Atlanta Falcons sobre o Green Bay Packers por 44 a 21.

Apesar do favoritismo dos Falcons (pelo fator casa), esperava-se um jogo equilibrado entre os dois times. Porém, a defesa de Atlanta anulou a principal arma de Green Bay, permitindo ao ataque produzir os pontos que lhes deram a vitória.

A vitória deu o título da NFC (NFC Championship) para os Falcons e garantiram o time no Super Bowl LI.

Estatísticas

Mesmo com um equilíbrio em first downs (30 contra 24), o domínio dos Falcons foi além do placar. Em jardas, Atlanta produziu 493 (101 em corridas e 392 em passe) contra 367 de Green Bay (99 em corridas e 268 em passes). Sem contar no domínio do relógio (33m39s contra 26m21s).

A combinação Matt Ryan e Julio Jones produziu 180 jardas e 2 touchdowns, sem contar na excelente atuação do quarterback dos Falcons. Pelos Packers, Aaron Rodgers teve um bom número de jardas, mas a intensidade defensiva do adversário somada aos drops de seus recebedores contribuíram para a grande diferença no placar.

2017-01-22-nfl-playoffs-nfc-championship-estatisticas-falcons-44-x-packers-21

Jogo

O jogo já começou agitado, a favor dos Falcons. Em duas campanhas no primeiro quarto, Atlanta conseguiu dois touchdowns.

Na primeira campanha do jogo, Matt Ryan mostrou porque está cotado para ser o MVP da temporada. Em 13 jogadas (6m36s), os Falcons conseguiram atravessar o campo. Destaque para o passe de de Ryan para Patrick DiMarco (FB #42) que resultou em um avanço de 31 jardas. Depois de duas tentativas de corrida com Coleman, Ryan fez passe curto para Sanu, resultando em touchdown de 2 jardas (7-0).

Embed from Getty Images

Mohamed Sanu (WR #12) comemorando seu touchdown com Chris Chester (OG #65)

Aaron Rodgers até conseguiu uma boa campanha pelos Packers, conseguindo três passes, dois para Jordy Nelson (WR #87), o primeiro de 27 e o segundo de 15 jardas, e o passe de 6 jardas para Davante Adams. Porém, após boa atuação da defesa dos Falcons, Crosby entrou para tentativa de 41 jardas. O kicker errou a tentativa, mesmo tendo acertado dois chutes de mais de 50 jardas contra o Dallas Cowboys.

Melhor para os Falcons, que conseguiram outra campanha longa (12 jogadas em 5m21s) dessa vez, terminada em field goal. Ryan novamente foi destaque, com quatro passes com 10 jardas ou mais: Sanu por duas vezes (16 e 15 jardas); Austin Hooper (TE #81 – 15 jardas) e Coleman (10 jardas). Apesar do bom avanço aéreo, Atlanta terminou sua posse com um field goal, após um chute de 28 jardas de Bryant (10-0).

Durante a segunda campanha dos Packers, já no segundo quarto, Rodgers entregou a bola para Aaron Ripkowski (FB #22), que conseguiu uma excelente corrida, avanço de 12 jardas para a linha de 12 do campo de ataque, mas sofreu um fumble de Jalen Collins (CB #32), que recuperou a bola na end zone, caraterizando um touchback.

O turnover dos Packers resultou na terceira campanha com pontuação dos Falcons. Foram 9 jogadas, 3m35s, e mais uma vez, destaque para Ryan. Já nas primeira jogadas, o quarterback acertou dois passes para Jones, que conseguiu avanços de 17 e 20 jardas. A defesa dos Packers até conseguiu uma 3a para 10, na linha de 33 do campo de ataque, mas um passe de Ryan para Jones (19 jardas) garantiu a primeira descida. Duas jogadas depois, Ryan não conseguiu achar nenhum alvo e decidiu correr para end zone, quebrando tackles e mudando de direção. Belo touchdown terrestre do quarterback (17-0).

Embed from Getty Images

Matt Ryan (QB #2) mergulhando na end zone, após correr 14 jardas para o touchdown.

Os Falcons voltaram a marcar no fim do primeiro tempo, duas posses depois. A campanha começou graças a um turnover de Rodgers, que forçou um passe longo para Nelson, mas foi interceptado por Ricardo Allen (FS #37). Ryan se destacou novamente, com variação de passes, inclusive o passe de 5 jardas para Jones, resultando em um touchdown (24-0). Grande vantagem para um jogo onde se esperava equilíbrio.

O terceiro quarto começou com posse dos Packers. Mas a defesa dos Falcons anulou a campanha de Rodgers, que resultou em um three and out. A resposta de Atlanta? Mais um touchdown. Dessa vez, mérito de Jones, que recebeu um passe curto e correu para a end zone, em touchdown de 73 jardas (31-0). Essa foi a segunda jogada da campanha, que teve um corrida de Freeman de 2 jardas na tentativa anterior.

Embed from Getty Images

Julio Jones (WR #11) recebeu passe curto, quebrou tackles como o de Damarious Randall (CB #23) e correu para um touchdown de 73 jardas.

Somente depois desse atropelamento no placar, os Packers conseguiram dar um sinal de vida. Enfim Rodgers teve tempo e proteção no pocket, resultando em passes longos para Cook, que recebeu quatro passes (13, 11, 4 e 26 jardas), além do passe para touchdown de 2 jardas de Adams (31-7).

Para não deixar empolgar, os Falcons jogaram um balde de água fria nos Packers, com mais uma campanha de touchdown. Além da combinação Ryan-Jones, que gerou um passe de 23 jardas, Freeman também se destacou. Além de correr 23 jardas em duas corridas, o running back recebeu um shovel pass de Ryan, para um touchdown de 3 jardas. Com o erro de extra point de Bryant, os Falcons abriram 37 a 7.

Esse foi o melhor momento do jogo, pois os Packers responderam com um touchdown com conversão de 2 pontos. A campanha começou com uma excelente corrida de Rodgers, que conseguiu 28 jardas. O quarterback ainda acertou mais quatro passes, correu mais 7 jardas, antes de acertar Nelson, que anotou um touchdown de 3 jardas. Com a diferença no placar, os Packers foram para a conversão de dois pontos. Ripkowski conseguiu correr para a end zone e converter a tentativa (37-15).

Embed from Getty Images

Jordy Nelson (WR) conseguindo anotar um touchdown, após passe de Aaron Rodgers (QB #12).

Foi então que Green Bay decidiu arriscar um onside kick. Porém, sem sucesso, já que Sanu ficou com a bola e ainda conseguiu um retorno de 9 jardas até a linha de 33 do campo de ataque. Não demorou para os Falcons matarem o jogo logo no início do último período, com um touchdown de Coleman, em corrida de 3 jardas (44-15).

Os Packers ainda tiveram forças para mais um touchdown em passe de 1 jarda de Rodgers para Cook. Mas após nova tentativa de conversão de 2 pontos, Christine Michael (RB #32) falhou na tentativa (44-21).

A reação foi muito tarde e os Falcons só precisaram queimar o relógio (6m43s). O jogo terminou com posse dos Packers, que tiveram o quarterback reserva, Brett Hundley (#7), fechando o jogo.

Falcons campeões da NFC e primeiro time confirmado no Super Bowl LI.

Embed from Getty Images

Troféu George Halas, dado ao Atlanta Falcons, campeão da NFC.

Melhores Momentos

Anúncios