Que o Pro Bowl é um jogo festivo, todo mundo sabe! Porém, a mudança feita pela NFL na forma da sua disputa parece ter dado certo. O jogo entre AFC e NFC foi um jogo bem disputado, com ambos os times querendo a vitória.

Apesar das brincadeiras dos jogadores, comemorações que não são permitidas na liga, alívio em alguns tackles e até o momento “Superman” de Jay Ajayi, o jogo foi bem equilibrado no primeiro tempo, com a AFC abrindo boa vantagem no restante do jogo. O time da NFC até conseguiu diminuir a diferença, mas acabou perdendo por uma diferença de sete pontos.

No final, 20 a 13 para o time de vermelho, que parecia querer devolver a derrota sofrida no Skills Showdown, evento para mostrar as habilidades dos jogadores.

Estatísticas

Apesar da vitória, o time da conferência americana só levou vantagem no tempo de posse de bola (31m25s contra 28m35s), enquanto o time da conferência nacional teve um maior número de first downs (21 contra 14) e jardas conquistadas: 353 (45 em corridas e 308 em passes) contra 241 (31/210).

Cada time contou com três quarterbacks em campo, com Andy Dalton (Cincinnati Bengals) com os melhores números pela AFC, seguido de Alex Smith (Kansas City Chiefs) e Philip Rivers (Los Angeles Chargers). Já pela NFC, Kirk Cousins (Washington Redskins) foi o destaque, seguido por Drew Brees (New Orleans Saints) e Dak Prescott (Dallas Cowboys).

Dustin Colquitt, punter dos Chiefs, ainda fez um passe para Travis Kelce (TE – Chiefs), em um fake field goal, que resultou em um belo first down.

Kelce jutno a Lorenzo Alexander (LB – Buffalo Bills), ambos da AFC, foram eleitos MVP do Pro Bowl 2017.

Tudo pelo Futebol Americano - NFL - 20/01/2017 - Pro Bowl 2017 - Estatísticas - AFC 20 x NFC 13

Jogo

O primeiro tempo do jogo foi bem equilibrado, terminando 14 a 7 para o time da conferência americana. Foram três touchdowns, dois para AFC e um para NFC, todos no segundo quarto da partida.

O primeiro deles foi da AFC, forçou um three and out do adversário, que resultou em um turnover em downs. Durante uma 4a para 5 jardas, Landon Collins (S #21 – New York Giants) arriscou um fake punt. Jogando de holder, ele recebeu a bola, correu e foi parado por Alexander (LB) e Ryan Shazier (ILB #50 – Pittsburgh Steelers), na linha de 44 do campo da AFC.

Alex Smith entrou em campo e precisou apenas de 5 jogadas (2m09s) para o touchdown, terminando com um passe longo de 26 jardas para Delanie Walker (TE #82 – Tennessee Titans) na entrada da end zone (7-0).

O empate veio na metade do segundo tempo, com a NFC se aproveitando de um turnover da AFC. Andy Dalton tentou um passe longo para Emmanuel Sanders (WR #10 – Denver Broncos), mas acabou interceptado por Richard Sherman (CB #25 – Seattle Seahawks), conseguindo um retorno de 6 jardas, até a linha de 42 do próprio campo.

Embed from Getty Images

Andy Dalton (QB #14 - Cincinati Bengals) no momento do passe que resultou em interceptação de Richard Sherman (CB #35 - Seattle Seahawks).

Mais uma campanha relâmpago. Drew Brees liderou campanha de 4 jogadas (1m31s), que terminou com um passe longo para Doug Baldwin (WR #89 – Seahawks), que correu sozinho para um touchdown de 47 jardas (7-7).

O segundo touchdown da conferência americana veio após forçar um three and out na campanha da conferência nacional. Após o punt, houve um excelente retorno de Tyrek Hill (WR #10 – Chiefs), que conseguiu correr 38 jardas até a linha de 38 do campo de ataque.

Outro touchdown relâmpago, com 5 jogadas em 50s. Antes de acertar Kelce, em touchdown de 23 jardas (14-7), Dalton acertou um bom passe de 16 jardas para T.Y. Hilton (WR #13 – Indianapolis Colts). Detalhe para a comemoração do tight end, que imitou um viral da internet, um açougueiro chamado Nusret Gökçe, conhecido como #SaltBae.

Embed from Getty Images

Travis Kelce (TE #87 - Kansas City Chiefs) pulando para entrar na end zone.

O segundo tempo começou com mais uma pontuação da AFC. Dessa vez, campanha longa (10 jogadas em 7m31s) que terminou com um field goal de 38 jardas de Justin Tucker (K #9 – Baltimore Ravens), abrindo dez pontos (17-7).

O último quarto também começou com um field goal da AFC. Mais uma campanha longa, dessa vez, liderada por Rivers. O destaque da campanha foi a jogada de Colquitt, que ao receber o snap para tentativa de field goal, fez um shovel pass para Kelce ganhar as 7 jardas necessárias. Apesar do esforço, a campanha terminou com o segundo field goal de Tucker, agora de 31 jardas (20-7).

A NFC conseguiu diminuir com duas campanhas seguidas de field goal, ambas lideradas por Kirk Cousins. Apesar de bons avanços (9 jogadas em 4m43s, seguido de 9 jogadas em 3m21s), as duas campanhas terminaram com  field goals de Matt Pratter (K #5 – Detroit Lions). O primeiro de 42 jardas (20-10) e o segundo, mais longo, de 46 jardas (20-13).

Embed from Getty Images

Apesar de liderar boas campanhas seguidas, Kirk Cousins (QB #8 - Washington Redskins) foi o quarterback com o maior número de jardas conseguidas no Pro Bowl 2017.

Na última campanha da NFC, Cousins ainda teve uma boa chance para empatar o jogo, quando tentou um passe para Jimmy Graham (TE #88 – Seahawks), que não segurou a bola e terminou interceptado por Alexander à duas jardas da end zone.

O linebacker retornou até a linha de 20 jardas, fez um passe lateral para Aqib Talib (CB #21 – Broncos), retornou 63 jardas e iria para end zone. Porém, Cousins se recuperou e forçou o fumble em Talib. A marcação de campo foi recuperação de Dez Bryant (WR #88 – Cowboys), mas o replay confirmou que a bola estava com Talib.

Rivers entrou para ajoelhar duas vezes e garantir a vitória da AFC.

Embed from Getty Images

Lorenzo Alexander (LB #57 - Buffalo Bills) e Travis Kelce (TE #87 - Kansas City Chiefs), eleitos MVPs, segurando o troféu do Pro Bowl 2017.

Melhores Momentos

Melhores Momentos Estranhos

 

Anúncios